Noticias
Com previsão de entrega para março de 2018 trecho Norte do Rodoanel completa a obra mais aguardada dos últimos tempos

O trecho norte do Rodoanel Mario Covas é o que falta para a conclusão da maior obra viária do Brasil. De extrema importância e muito aguardada pelo setor de Transporte Rodoviário de Cargas o Rodoanel conta, em sua totalidade, com 176,5 quilômetros que estão divididos em quatro trechos: Oeste, entregue em 2002; Sul, entregue em 2010; Leste, entregue em 2015; e Norte, em construção.

Com 44 quilômetros de extensão e 3,6 quilômetros de interligação com o aeroporto de Guarulhos, a obra do trecho norte, dividida em seis lotes, possui sete túneis duplos que estão entre os mais avançados do mundo por comportarem até quatro faixas de rolamento por sentido. Ao todo, são 5,9 quilômetros de túneis duplos em cada sentido. O traçado também inclui 107 'obras de arte especiais', o que significa 44 pontes e 63 viadutos.

No trecho, serão instaladas também, duas baias para veículos com cargas especiais, quatro baias para veículos com carga de produtos perigosos e caixas para captação de produtos perigosos.

A distribuição do tráfego de passagem, sobretudo de caminhões, especialmente na ligação entre as regiões norte e sul do país, a melhoria no tráfego nas marginais Pinheiros e Tietê, o acesso mais ágil ao Porto de Santos e a redefinição da plataforma logística de transportes da Região Metropolitana de São Paulo, que passa de radial para anelar, são alguns dos benefícios da construção.

Entre os principais desafios estão a urbanização densa e as áreas destinadas a proteção ambiental. Segundo o coordenador da supervisão ambiental do lote 06, Guilherme Fiorellini, o principal motivo de atraso na conclusão da obra, que estava prevista para fevereiro do ano passado, foram as desapropriações. "Muitos pontos da obra são marcados pelo crescimento urbano desorganizado, o maior entrave em relação aos prazos é a desapropriação desses locais", explica Guilherme.

A questão ambiental também é destacada por Fiorellini: "Trata-se de uma obra sem problemas ambientais graves, e nós atingimos essa meta investindo em medidas preventivas e agindo rápido nas corretivas. Isso é possível através da interação e envolvimento de todas as partes atuantes na obra", ressalta.

Segundo a Desenvolvimento Rodoviário SA (Dersa), responsável pelo projeto e execução dos 44 quilômetros da pista que interliga os trechos Oeste e Leste, passando por São Paulo, Guarulhos e Arujá, as obras de construção do Rodoanel Norte já geraram mais de 15.500 empregos (diretos e indiretos) até maio de 2016.

Quando finalizada, a pista poderá ser acessada nas intersecções com o Trecho Oeste (Av. Raimundo Pereira de Magalhães) e com as Rodovias Fernão Dias e Rodovia Presidente Outra.

INVESTIMENTO. Com investimento total de R$ 8,1 bilhões, já considerando obras (R$ 4,3 bilhões), compensações ambientais, desapropriações, interferências, projetos, supervisão, gerenciamento, comunicação e obras complementares, o Rodoanel Norte conta com recursos do Governo do Estado, incluindo financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e da União. É a maior obra rodoviária financiada pelo BID.

ENTREGA. O Governo do Estado prevê que o eixo principal do Rodoanel Norte seja aberto ao tráfego em março de 2018. Já, a previsão de entrega da interligação com o Aeroporto de Guarulhos é em agosto de 2018.

Rodoanel Norte





Votuporanga, 30/08/2017

Revista Setcesp - Ano 5 - Edição 38 - Ago-Set 2017 - Págs. 38 e 39
Voltar
Home    |    Empresa    |    Produtos    |    Novidades    |    Destaques    |    Distribuição    |    Contato
Copyright © 2017 - Facchini S.A. - Todos os Direitos Reservados.